[texto] Sobre o medo de viajar sozinha

Miga, você quer viajar sozinha mas tem medo? Esse texto é pra você.

Pode parecer um texto auto-ajuda (talvez seja), mas é pra você perceber que não é a única, que até a mais destemida das viajantes já esteve no mesmo barco que o seu. Pra você descobrir que nem sempre esse sentimento vai embora do dia pra noite e que normalmente é um processo passar por cima dele.

Viajar sozinha, independente do seu estilo de viagem, é sair da sua zona de conforto, enfrentar seus medos aquietados pela rotina e se descobrir, afinal, no nosso dia-a-dia, estamos quase sempre acompanhadas, falando o nosso idioma natural, lidando com pessoas conhecidas e que podem nos ajudar no caso de perrengue.

Mas calmalá, que viajar sozinha não é um bicho de sete cabeças (e nem a solução pros teus problemas). Digamos que é quase uma terapia e você pode começar ela aos poucos.

11016094_314243812118958_6380567885195204107_n
na fronteira Argentina x Paraguay

“A primeira vez que viajei sozinha, de fato, foi quando fui a um show, no Rio de Janeiro, no mais famoso estilo bate e volta: ia num dia, voltava no outro.
O sentimento inicial foi sim de medo, mas assim que entrei no ônibus tive uma sensação totalmente diferente: a de descoberta. Descobri a adrenalina tomando meu corpo, juntamente com a ansiedade. Descobri que quando passo um tempo sozinha ouço melhor os meus pensamentos e meu coração. Me torno mais sociável e crio maior empatia pelo próximo. Mas também tem seu outro lado: você precisa, de fato, ficar mais atenta com as suas coisas e com o que acontece a sua volta.”
Aline Cristina, SP


Que tal começar com uma viagem super planejada?

Comecei assim: comprei passagens, reservei hostels nas cidades em que eu ficaria e li muitas dicas, conversei com amigos que já foram… O fato de se planejar, certamente te deixará mais segura e mais confiante, afinal, você está quase livre de imprevistos, já que tudo está confirmado.

Na próxima…

Você pode ir só com as passagens de ida e volta e uma noção do lugar para o qual vai, deixando seu roteiro aberto a possibilidades e a mudanças. Vai que você faz amigos legais e decide acompanha-los em algum role?


12636830_1096426400377325_144253087_o
Amanda, em Mykonos/Grécia. Quem tirou a foto foi sua amiga Dora num dia em que alugaram um carro para conhecer a cidade

“Eu tenho um problema sério com mapas e direções. Consigo me perder até andando em linha reta! Mas viajo sozinha mesmo assim e nunca – nunca mesmo – entrei em roubada viajando sozinha. Pelo contrário: inexplicavelmente sempre aparece alguém para ajudar, para mostrar o caminho. Na minha última viagem solo, estava em Mykonos passeando a pé pelo lugar e, claro, não conseguia achar o caminho de volta. Uma grega que estava hospedada no meu hotel me reconheceu, me viu com cara de perdida na rua e ofereceu ajuda. Depois disso, fizemos amizade e não fiquei sozinha nem por um segundo até o fim da trip. Ganhei uma guia turística e uma amiga muito querida. Então minas, eu posso afirmar que uma das (muitas) coisas boas de se aventurar sozinha é descobrir pelo mundo gente de coração bom que você provavelmente não conheceria se estivesse acompanhada e imersa na sua zona de conforto. Vale muito a pena e se eu fosse você, iria logo!” Amanda Monteiro – Niterói/RJ

 


Se quer viajar de carona…

Por que não começar por trajetos curtos/acompanhada por uma/um amiga/o? Dessa maneira, você vai conhecendo como é o esquema das caronas e vai se sentindo mais segura. Vai perceber que os caminhoneiros não são monstros e que muitos deles realmente só querem ajudar e ter uma companhia pra viagem cansativa e solitária deles.

Mas e as cantadas/o assédio?

É, amiga, esse é um assunto delicado.
Viajar de carona te deixa um pouco mais vulnerável porque você está totalmente dependente da pessoa que esta te ajudando, esta dentro do carro/caminhão dela e, muitas vezes, a/o motorista se sente no direito de tentar algo com você. MAS isso não justifica cantada/assédio (só pra deixar claro, né?!).

Pra te deixar mais tranquila, te digo que não é sempre que isso acontece. Já peguei mais de 100 caronas (e em muitas delas eu estava sozinha), e tenho uma história desconfortável – mas nada além disso. De resto, algumas cantadas e só histórias boas.

O que acontece muito é (principalmente caminhoneiros) não entenderem porque uma garota sozinha e simpática estar viajando sozinha. “Brigou com a família?” “Não tem namorado?” “Ainda não encontrou sua alma gêmea né?!” entre milhares de outros motivos; mas a real é que muitas pessoas não entendem que essa vontade de conhecer o mundo é gigante. Com isso, rolam olhares, elogios ou até perguntas diretas.

1939713_298055777071095_1854304204184706663_n
um motoqueiro, que me deu carona na chuva, e logo em seguida me arrumou uma carona para Buenos Aires/ARG desde Uruguaiana/BR

O que EU faço pra fugir desse tipo de coisa é: mudo de assunto, evito pegar carona a noite (se já estou na carona desde cedo, é mais tranquilo. mas ir pra estrada a noite, nem pensar), evito usar roupas que chamem atenção*, não durmo na cabine do caminhão (armo a minha barraca dentro do baú, em frente ao caminhão etc)

*Lembrando que a roupa que estou usando não justifica de nenhuma maneira o assédio. O que trago aqui é uma medida para evitar olhares e comentários desnecessários numa situação um pouco mais vulnerável, como disse ali em cima.


Tem medo de se sentir só?

Diria que é o menor dos problemas…afinal, quase nunca estamos sozinhas durante as viagens. Imagina o tanto de gente que, como você, está em viagem solo e pode ser sua companhia? Mas, esteja aberto para conversar, para conhecer pessoas e costumes novos, contar sobre sua cidade/país/viagem etc., e você verá como as coisas acontecem.

Por outro lado, é muito bom estar sozinha. Assim, você tem a oportunidade de tirar suas próprias conclusões em relação ao local que vai conhecer, refletir sobre elas, sobre sua vida e ouvir a voz interior, que também é muito importante.

Se estiver na vibe de conhecer pessoas novas e não quer mesmo sair sozinha da sua cidade, você pode buscar fazer novas/os amigas/os em grupos no Fb como Couchsurfing das Minas ( ❤ ), no Mochileiros, no grupo do Couchsurfing do lugar para onde você vai ou no Companhia para Viajar do fórum Mochileiros ou no próprio Couchsurfing, onde as pessoas não só recebem viajantes em suas casas, mas também se colocam disponíveis para te levar para conhecer a cidade. Não parecem boas oportunidades de fazer amigas/os?



“Já no mochilão Peru/Bolivia, é importante dizer que fiz o roteiro sozinha mas não passei a viagem sozinha. Fiz vários amigos nos hostels por onde passei, recebi várias dicas de pessoas que me viam no ônibus e conversavam comigo e a cada vez que alguém me perguntava “Nossa, mas você está viajando sozinha? E seu namorado, não acha ruim? percebi como o machismo ainda está tão intrínseco em várias culturas. A experiência como um todo? Foi incrível. Farei de novo? Obviamente que sim!”
Aline Cristina, SP

 



Meus cuidados básicos…

Como disse ali em cima, evito algumas coisas na estrada pra poder me sentir mais segura.
Lembrando que isso não é cagação de regras, apenas os cuidados que EU tomo e normalmente são os mesmos que tenho em qualquer lugar do mundo, incluindo a minha cidade.

  • Evito andar a noite sozinha;
  • Evito me embriagar nas festas e/ou beber de copo de pessoas estranhas;
  • Evito contar dinheiro em locais públicos e divido minha grana em partes (doleira, mochila, meia etc), no caso de não levar cartão;
  • Sempre aviso família/amigos da minha localização e planos;
  • Ganhei um canivete de presente para uso gera que unca precisei usar para machucar/ameaçar alguém (e nem estou incentivando a violência), mas me sinto mais segura com ele ali. Outra ideia é ter spray de pimenta;
10401521_316048011938538_6437664444898110276_n
em Foz do Iguaçu/PR
  • Sigo a minha intuição: essa, pra mim, é a mais importante. Alguma coisa aqui dentro me avisa sobre situações de perigo e isso não consigo explicar, só sentir. As vezes, conhecemos pessoas tão legais e boas no caminho, que todas as “regras” acima não são necessárias. A gente acaba compartilhando cerveja, risadas, histórias e momentos.
10444003_307756276101045_1325447879241340888_n
uma família chilena que, durante um banho de rio, me conheceu e me acolheu na mesma noite


“E pra quem ainda está se descobrindo ao fazer coisas sozinhas e tem medo de começar com uma viagem, tente algo menor. Ir ao cinema sozinho, diferente do que a grande maioria das pessoas pensa, já pode ser uma ótima experiência por si só. E o objetivo não é abrir mão do coletivo. É só não abrir mão de um tempo especialmente dedicado a você.”
Aline Cristina, SP


Meninas que inspiram…

Tá na dúvida? Ainda tá com bastante medo? Tudo bem.
Veja a história da Pâmela, da Liz (com nenê), da Carol, da Camila, da Kivia, da Carol (de bike), da Alana, da Karine (de kombi) e da Larissa. Quem sabe a próxima não é a sua?! =)


Enfim…

Viajar é bom demais. Viajar acompanhada x viajar sozinha tem seus prós e contras. Esse não é um post te influenciando a viajar sozinha, muito menos dizendo que essa é a melhor forma de viajar. Vá, experimente e (se) descubra. Todas nós em algum momento já sentimos medo, é normal. Mas use-o como uma precaução, como uma maneira de se proteger, mas nunca como um obstáculo – pra nada.

No mais, aproveite e compartilhe suas experiências. Influencie, para o bem. Empondere(-se). E se quiser, manda mensagem ❤

(e fique com as fotos e relatos abaixo)

Advertisements

5 thoughts on “[texto] Sobre o medo de viajar sozinha

  1. Bom dia !!! rs
    Tomar cuidado é sempre bom em tudo que se faz , né não!? Eu tomo cuidado sempre e dependendo aonde vou eu tenho minha faca e um apito. Dinheiro então, sempre divido pelo meu corpo kkk.
    Sobre a escolha de viajar sozinho, é uma escolha pessoal. Eu sempre viajo sozinho,porque a maioria dos meus amigos não querem vir comigo então oque posso fazer rs. Acabo conhecendo muita gente boa e é claro a mim mesmo.
    Têm uma brasileira que viaja sozinha com um cachorro e tipo, pra ela é normal ! Acho que é uma questão de gosto mesmo, sem inventar desculpas de que é perigoso e tal. A vida é perigosa em si, então basta seguir suas dicas ai que todos vão se dar bem.
    Inté ai Nathaly …

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s